Mensagem do Irmão Pires em 16/02/2015

          Mensagem do irmão Fernando Pires em 16 de fevereiro de 2015

Irmãs e irmãos,

            Em primeiro lugar quero agradecer, ao nosso sacerdote e a todos vós, a vossa presença  aqui, e as orações que nos uniram a todos,  neste lugar sagrado, Corgo da igreja.

             Irmãos, como sabeis, faz hoje 16anos que a nossa Senhora, Mãe da Bondade, apareceu neste lugar a 16 de fevereiro de 1999. Era dia de Carnaval. Naquele dia Nossa Senhora Mãe da Bondade disse-me:   Este Lugar sagrado, Corgo da igreja, será uma vitória, porque é uma obra de Deus.

            Esta obra, irmãos, só existe porque Deus nos escolheu, porque nós estamos aqui, porque Maria a nossa Mãe da Bondade, está aqui. Somos uma família unida pelo sangue de Nosso Senhor Jesus  Cristo, cuja Mãe Maria Santíssima é também nossa Mãe.

            Irmãos, quantas Mensagens Nossa Senhora Mãe da Bondade nos deu todos estes anos! Eu penso que é muito importante compreendermos o conteúdo dessas mensagens. Elas chamam-nos à  Conversão, à Oração, ao Jejum  à Penitência. Aumentam a nossa Fé e oferecem-nos   o Amor da nossa Mãe do Céu. Irmãos, que as  palavras nelas  contidas não  fiquem esquecidas, não sejam vazias de significado   para nós, e não o serão se nós  de facto nos esforçarmos por lhes dar vida nas nossas vidas.

            Nos dias de hoje,  as pessoas  ainda  se sentem confusas, andam a correr em todas as direções, não sabem muito bem o que procuram,  e  a nossa Mãe da Bondade quer reuni-las a  todas  num só rebanho.

            O mundo jamais será salvo pelas forças do homem. Só o Espírito de Deus o poderá salvar. A doutrina Divina e as leis Divinas são válidas em todos os tempos e atuais em todas  as épocas. É por isso, que  Deus Pai nos envia neste tempo, e  a todo o mundo, a Co- redentora,  Medianeira e advogada-  Nossa Senhora.

            Lembremo-nos que  só o Senhor é a nossa Luz e a nossa Salvação. Ele é o próprio Amor que nasce e cresce nas nossas vidas. É um Amor doce e apaixonante  que  exige de  nós fidelidade e sacrifício. Para que, um amor  assim, cresça em nós,   é preciso superarmos todas as dificuldades, sermos humildes, enfrentarmos as intempéries da vida  aceitando com resignação e coragem,  as dores que nos visitam sem cessar. Devemos imitar os mártires da mesma forma que eles ofertaram as suas  vida para honra e glória do Senhor.

            Deus conhece as nossas dificuldades, as nossas dores. Deus sabe o quanto nós sofremos, Deus sabe o esforço que fazemos para   servi-LO,  e contudo, hoje, ele diz- nos que estamos lutando de maneira errada.  Na verdade para o servirmos bem, devemos ter consciência de que precisamos Dele, precisamos usar as  Suas armas, precisamos ser como Ele, agirmos como Ele, amarmos como ele, falarmos como Ele, corrigirmos como Ele, perdoarmos como Ele e  escutarmos como Ele. Precisamos, como filhos que somos, ter o rosto do Pai e o rosto da Mãe, para nos tornarmos verdadeiros  soldados de Cristo.

             Em muitas mensagens, a Nossa Mãe do Céu, fez-me compreender que muitos irmãos rezam somente por interesse. Estão interessados em receber Graças, querem a ajuda de Deus para resolverem os seus problemas, mas não querem alegrar e fazer feliz  aquele que é o Autor das Graças e das Bênçãos.

             Irmãos, a Oração é um encontro com Deus e não um encontro de troca de favores. Quando nós rezamos é para sentirmos melhor a presença de Deus em nós e o Seu grande Amor nas nossas vidas.  É para  amá-LO e honrá-LO como Ele mesmo é. Se somos cristãos católicos e praticantes, exercitemo-nos na  oração, de preferência  com os nossos irmãos, porque ainda estamos longe uns dos outros.

            Antes de terminar, queria agradecer ao meu Anjo da Guarda, que me orientou nesta Mensagem e também à nossa Mãe da Bondade por nos acompanhar durante estes 16 anos. Nós vos  pedimos Mãe, o dom da Alegria, para sermos as vossas testemunhas de Paz e de Amor.

             Obrigado a Todos.

              Saibamos que estamos aqui neste Lugar sagrado, Corgo da Igreja, unidos por um único ideal e pela santíssima Virgem Maria, Mãe da Bondade. Abriguemo-nos sob o Seu  Manto e  Ela nos protegerá sempre e em toda a parte do mundo.

            Um grande abraço deste vosso irmão em Cristo e Maria.

             Que o senhor e Maria nos abençoem a todos nós, com a sua infinita Paz. Ámen.

            Fernando Pires.

Esta entrada foi publicada em Mensagens Pires. ligação permanente.